As plataformas digitais e de IA estão mudando a forma como trabalhamos

As plataformas digitais e de IA estão mudando a forma como trabalhamos

Uma conversa com Derek Bang, diretor de estratégia e inovação da Crowe

Os líderes empresariais de hoje estão sendo desafiados a antecipar as maneiras pelas quais suas operações serão interrompidas por mudanças tecnológicas. A transformação digital traz possibilidades empolgantes: dados, automação e inteligência artificial (IA) podem tornar as empresas mais eficientes e eficazes, ao mesmo tempo que liberam os funcionários para um trabalho mais significativo. No entanto, o posicionamento para essas mudanças é caro e os executivos precisam fazer escolhas sobre como farão uso da nova tecnologia para permanecer relevantes.

Derek Bang, diretor de estratégia e inovação da Crowe , discute as implicações da transformação digital e quais etapas a Crowe está tomando para se preparar para um futuro onde a automação e a IA desempenham um papel importante nos setores da economia.

A transformação digital está sendo falada em todos os lugares. O que isso significa pra você?

Derek Bang:  É um termo que abrange tudo, e todos os analistas do setor têm suas próprias definições. Para mim, é simples: a tecnologia está mudando tudo. O ritmo da mudança, a velocidade do desenvolvimento, a forma como os mercados estão evoluindo, tudo isso está em constante aceleração. Os líderes precisam dar um passo atrás e olhar para seus negócios principais e se perguntar o quão suscetíveis são à ruptura tecnológica em seu espaço, seja de concorrentes existentes – uma startup de tecnologia ou um novo concorrente não tradicional. Os líderes de negócios bem-sucedidos precisarão pensar sobre como adaptar seus produtos existentes, desenvolver novas oportunidades de produtos adjacentes a seus negócios principais ou desenvolver produtos completamente novos. E eles têm que pensar sobre como alocar os recursos e investimentos respectivos.

Minha observação foi que gastar em tecnologia é uma espécie de poço sem fundo. Você pode gastar quantias ilimitadas de dinheiro em qualquer uma dessas três coisas (adaptação de produtos existentes, oportunidades de receita adjacentes, oportunidades de novos produtos). Enfrentar essas três opções é desafiador, porque cada uma pode envolver gastos enormes e todas têm vantagens e desvantagens. Mas você tem um limite de capital para implantar – sem mencionar recursos, pessoas, largura de banda e tempo – portanto, fazer escolhas é importante.

Transformação digital é dizer: “Como eu quero que meu negócio fique em cinco anos face à ruptura digital?” Muitos estão colocando a cabeça na areia e dizendo: “Alguém vai descobrir isso para mim”; ou “Minha posição de mercado é segura”; ou “Meu relacionamento com o cliente é sólido, então não preciso mudar”. Mas outros estão pensando: “Uau, como posso usar a tecnologia para aprimorar meu negócio principal?” Ou, “Como posso criar um novo negócio ou novos fluxos de receita nos quais ninguém está pensando?” Para mim, o último é o mais empolgante – em parte porque é muito difícil e muito caro mudar um negócio existente.

Como diretor de estratégia e inovação, o que você vê as empresas de sucesso fazerem para prosperar nesta era digital?

Derek Bang: Essas empresas são as crianças-propaganda de modelos de negócios digitais de sucesso. Enquanto muitos deles nasceram digitais – e por isso não tiveram que se transformar para se tornarem digitais – todos eles estão passando por transformações no modelo de negócios de alguma forma.

A Microsoft passou da venda de programas licenciáveis ​​e baixáveis ​​para a venda de programas na nuvem e direcionando mais de seus produtos para empresas. A Apple também está se movendo em direção à venda de software e serviços baseados em nuvem. Esses são exemplos de empresas que oferecem produtos e serviços adjacentes. O Google é dono do negócio de buscas – seu produto é onipresente – então, onde eles procuram crescimento? O mesmo vale para Amazon e Facebook. Em muitos casos, eles estão encontrando crescimento em áreas de produtos totalmente novas e diferentes – pense em mantimentos para a Amazon ou carros autônomos para o Google ou Apple. A Microsoft também está criando algumas coisas novas, como HoloLens ™ ou outros tipos de ferramentas de realidade mista que podem ou não ser lucrativas.1

As estratégias são diferentes para cada empresa, mas todas compartilham dados e IA em seu núcleo. Hoje, esse é o roteiro para o sucesso.

A Crowe tem uma função de inovação já há algum tempo. O que a empresa está fazendo para se adaptar às necessidades de negócios em constante mudança na área de saúde e em outros setores?

Derek Bang:  Existem dois elementos. Uma é como estamos adaptando nosso próprio modelo de inovação ao longo do tempo para garantir que seja eficaz e relevante. E há o produto em si: o que estamos desenvolvendo e como ele se adapta às necessidades de negócios em constante mudança? A mudança mais significativa que fizemos nos últimos cinco anos é nosso investimento em ciência de dados , IA e aprendizado digital. Essas tecnologias farão parte de tudo o que faremos no futuro, e achamos que é um investimento realmente crítico para termos os recursos, capacidades, ferramentas e soluções que nos permitirão realmente potencializar o que fazemos.

Penso nas funções de trabalho como li uma vez: simples, complicado e complexo, onde simples é como fazer um bolo, complicado é lançar um foguete ao espaço e complexo é criar um filho.2 Quer sejam nossos clientes ou funcionários da Crowe, as pessoas não passam pela educação para que possam verificar as informações do seguro ou fazer lançamentos diários. Eles querem usar habilidades de nível superior e realizar tarefas de nível superior.

No passado, pegamos coisas simples ou complicadas e criamos soluções em torno delas. Agora, temos que construir produtos que também resolvam problemas complexos. Não é fácil e exigirá uma combinação de IA, plataformas, redes e várias formas de tecnologia. A propósito, não uso a palavra “autônomo”, porque tem uma conotação de que as pessoas não são necessárias. Este não é o caso. Vemos um futuro onde os trabalhos simples ou complicados são substituídos por trabalhos que podem se concentrar no complexo. Há muitos trabalhos em que nem pensamos hoje porque estamos gastando muito tempo e esforço para realizar as coisas simples e complicadas.

A Crowe construiu um forte modelo de negócios de inovação nas últimas duas décadas. Temos a vantagem da infraestrutura de inovação, profissionais com profundo conhecimento da indústria, cientistas de dados avançados e acesso aos dados. Estamos em uma jornada para desenvolver uma plataforma digital para permitir que a Crowe atue como um orquestrador de rede ou conector de pessoas no setor. Por exemplo, na área de saúde, temos uma forte rede de participantes do setor que têm seus próprios conhecimentos e dados baseados em suas próprias experiências. A Crowe permitirá que as pessoas do setor analisem e compartilhem dados.

Mesmo com todos os avanços em IA e autonomia, “você” – os indivíduos na indústria – ainda desempenha um papel insubstituível.

Fonte: Crowe LLP, artigo disponível neste link.

1 HoloLens é uma marca registrada ou marca comercial da Microsoft Corp. nos Estados Unidos e em outros países.
Frances Westley, Brenda Zimmerman, and Michael Patton, “Getting to Maybe: How the World Is Changed,” Penguin Random House, 2007.