Tendências tecnológicas que moldarão os negócios em 2025

Tendências tecnológicas que moldarão os negócios em 2025

Confiança, dados e agilidade impulsionarão as organizações, intensificarão a colaboração, bem como o aumento do investimento em computação em nuvem e IA renderão recompensas

O projeto The Art of Smart da Crowe Global permite uma melhor tomada de decisões corporativas para fornecer valor duradouro e fazer escolhas mais inteligentes. Acreditamos que os líderes de negócios devem estar cientes das novas e futuras tendências de tecnologia.

Dada a mudança tumultuada de 2020, o que os líderes devem considerar para navegar melhor nos próximos anos? Nossa pesquisa indica que confiança, dados e agilidade são essenciais para que as organizações tenham sucesso na próxima meia década. Além disso, uma maior colaboração, além de mais investimento em computação em nuvem e inteligência artificial, colherão as maiores recompensas.

Para dar um mergulho mais profundo nas tendências de tecnologia que moldarão os próximos anos, o projeto The Art of Smart colaborou com a CCS Insight, uma empresa de consultoria e inteligência de mercado especializada em tecnologia, sediada em Londres.

O The Art of Smart teve uma conversa fascinante de 45 minutos com Nick McQuire e Angela Ashenden – respectivamente, vice-presidente sênior e chefe de pesquisa empresarial e analista principal na prática de transformação do local de trabalho, no CCS Insight.

Muitos dos tópicos discutidos pelos dois especialistas baseiam-se nos quatro pilares de sucesso do The Art of Smart na tomada de decisões: crescimento, diversidade, ousadia e inovação. Aqui estão alguns destaques temáticos.

Três fatores chaves que moldam as tendências de negócios

Nick McQuire (NM): O ritmo das mudanças no último ano torna um desafio olhar muito para frente. O que está claro, porém, é que a transformação impulsionada pela tecnologia é essencial para a competitividade futura de uma organização. Haverá um ponto de inflexão interessante em 2021, quando as vacinas contra o coronavírus forem amplamente disponibilizadas e, em teoria, a vida puder retornar a algum tipo de normalidade. Ainda há muita coisa no ar em termos de quais tendências serão sustentáveis ​​nos próximos cinco anos.

Dito isso, é provável que existam alguns fatores duradouros. Tudo se resume a três coisas que veremos se tornarem importantes para as empresas em torno da transformação da tecnologia. O primeiro é agilidade. Em 2020, as organizações tiveram que se mover com velocidade, tomar decisões rápidas e responder rapidamente, operacionalmente. Esse ritmo continuará e a base que possibilitou essa velocidade, do ponto de vista da tecnologia, foi a computação em nuvem.

A adoção da nuvem foi acelerada no último ano, principalmente porque permite que as empresas aumentem e diminuam de forma dinâmica, econômica e também técnica em termos de projetos de inovação. Prevemos que haverá adoção no atacado da nuvem nos próximos dois anos, onde mais de 50 por cento das empresas terão pelo menos metade de seus aplicativos em execução na nuvem pública.

Relacionado à nuvem está a importância dos dados. Como resultado da crise do Covid-19, as empresas precisaram tomar decisões rápidas e informadas, de modo que os dados estão desempenhando um papel mais importante. Esperamos que as tecnologias em torno da inteligência artificial e da análise de dados sejam desenvolvidas.

Possivelmente, o mais importante, porém, é a confiança na tecnologia. À medida que a tecnologia se desenvolve e as empresas se tornam mais dependentes dela, o nível de escrutínio aumentará. Portanto, prevemos que a confiança será um dos maiores campos de batalha da tecnologia. Existem muitos desafios diferentes associados à confiança – seja o clima regulatório, conformidade ou ameaças cibernéticas maiores.

Um ponto crítico para o futuro do trabalho e do escritório

Angela Ashaden (AA): O apetite por abordagens mais flexíveis para trabalhar se expandiu dramaticamente. É claro que veremos o trabalho remoto desempenhar um papel muito maior nos próximos anos, e isso impactará o papel do escritório. Para muitas organizações não é mais um padrão estar sempre no escritório – a mentalidade do presenteísmo já ficou para trás. Será interessante ver o que o lançamento de vacinas fará por essa mudança. Esse é um ponto crítico.

As empresas podem desejar levar adiante tudo o que fizeram em 2020 – como o uso de colaboração digital e ferramentas de comunicação e mudança para o trabalho remoto – de modo a reduzir o nível de risco de retornar ao escritório caso outra crise aconteça. As indústrias mais criativas podem estar mais interessadas em voltar ao escritório porque é onde são mais produtivas e colaborativas.

Antes do início do Covid-19, os escritórios eram edifícios predominantemente com mesas e algumas áreas de reunião. Agora, os escritórios são mais sobre a união de pessoas e a proporção de salas de reunião para mesas será o contrário.

Emergência da tecnologia de vigilância – um problema no horizonte?

NM: Nos últimos anos, vimos o surgimento da tecnologia de vigilância e vemos isso se tornando uma área realmente importante nos próximos anos. No contexto do Covid-19 tem sido interessante ver como as pessoas em todo o mundo estão dispostas a adotar os sistemas de rastreamento e fornecer dados pessoais. Como resultado, algumas barreiras culturais e de privacidade em algumas partes do mundo foram reduzidas.

Mas quando você avança rapidamente para outros ambientes – como o local de trabalho ou o futuro do trabalho – os empregadores precisarão monitorar melhor sua equipe. Será que a crescente invasão da tecnologia de vigilância na vida das pessoas – tanto no trabalho quanto no contexto pessoal – criará uma tensão com sua exigência de privacidade? Será interessante ver o que as pessoas tolerarão fora do ambiente de saúde e segurança.

Falsificações profundas e riscos de segurança cibernética – cuidado com a IA

NM: A adoção da IA se acelerou em todo o mundo durante a pandemia – considere o aumento de chatbots em sites, aplicativos e centros de contato. A IA está amadurecendo rapidamente, mas isso a está colocando em rota de colisão com os riscos associados à maior dependência da tecnologia. É provável que haja uma quantidade enorme de mudanças regulatórias em todo o mundo e os líderes de negócios precisam entender uma série de coisas antes de investir em IA. Ao lado de problemas éticos e preconceitos, existem questões de segurança. Vimos o surgimento falsificações profundas baseadas em IA, por exemplo, e chegamos à conclusão de que a segurança da IA será uma fonte interessante – e necessária – de inovação nos próximos anos.

Procure parceiros de tecnologia para a jornada de transformação digital

NM: A grande maioria das organizações que foram capazes de inovar bem quando a pandemia do coronavírus começou havia feito investimentos transformacionais antes da pandemia. Estamos começando a ver taxas de crescimento ocorrendo em setores onde esses investimentos em tecnologia foram feitos. Para as pequenas e médias empresas (PMEs) que procuram recuperar o atraso, há agora um plano a seguir. É importante que os líderes das PMEs reconheçam que não devem embarcar em sua jornada de transformação digital sozinhos.

AA (Angela Ashenden): É importante lembrar também que você não deve tentar fazer tudo de uma vez. Pode haver a tentação de tentar uma mudança no atacado, mas isso geralmente é uma receita para o desastre, especialmente            para uma pequena empresa – porque você está muito ocupado tentando manter a organização funcionando. Em vez disso, escolha processos específicos que possam ser digitalizados, um de cada vez, para garantir que você possa manipulá-los e que esteja agregando valor. Além disso, dessa forma, você pode garantir que as pessoas – funcionários e clientes – entendam como usar a tecnologia. Você tem que trazê-los devagar.

Conhecimento é poder: alfabetização em tecnologia e mudança cultural

NM: Os líderes empresariais não devem usar a tecnologia pela tecnologia. Ela tem de lhe proporcionar uma vantagem competitiva ou melhoria real para a experiência do cliente ou do funcionário. A alfabetização em tecnologia de alto nível é vital. Ter esse entendimento e uma ideia clara do problema de negócios que você está tentando resolver e ser capaz de comunicar os benefícios em toda a empresa irá acelerar a transformação digital. A mudança cultural de baixo para cima será significativamente mais rápida se houver iniciativa e ímpeto de cima pra baixo.

AA: Para qualquer implementação de cima para baixo, o desafio da mudança nos negócios é sempre a parte mais difícil. A escolha da tecnologia é fácil em comparação. Como líderes de negócios, você deve reconhecer como os funcionários podem ajudá-lo nesse processo e levá-los com você na jornada.

 

Fonte: Technology Trends Shaping Business in 2025